CONCLUSÕES DA REUNIÃO DE ORGANIZAÇÕES DE TRABALHADORES da CP e IP, REALIZADA NO DIA 02 DE SETEMBRO 

 As organizações de trabalhadores da CP e da IP, reuniram no dia 2 de setembro e decidiram realizar concentrações à porta da administração da CP e junto à residência oficial do primeiro-ministro, no próximo dia 16 de setembro, com início às 10 horas. 

Esta ação, visa transmitir aos responsáveis das empresas, o protesto destes trabalhadores, face à manutenção do congelamento dos salários e desvalorização profissional. 

Após anos seguidos de congelamento dos salários, as poucas atualizações que se verificaram, foram insuficientes para reporem o valor real dos mesmos que nestes últimos anos não acompanharam o crescimento do SMN - Salário Mínimo Nacional.

Devido a este facto e se não houver alteração desta situação, muitas das profissões nestas empresas com elevado nível de especialização, de responsabilidade e de exigências de conhecimentos, terão a curto prazo salário mínimo nacional.

É ainda necessário a admissão de trabalhadores que estão em falta nas diversas carreiras e categorias profissionais, começando por se admitir aqueles que hoje já estão nas empresas com vínculos precários. 

Reivindicam ainda estas organizações, que na empresa Infraestruturas de Portugal se comecem a harmonizar as condições de trabalho entre os trabalhadores, cessando assim a discriminação existente. 

Lisboa, 06 de Setembro de 2021 

As organizações de trabalhadores 

• ASCEF - Associação Sindical Chefias Intermédias Exploração Ferroviária

 • ASSIFECO - Associação Sindical Independente dos Ferroviários da Carreira Comercial 

• CT da CP - Comissão de Trabalhadores da CP 

• CT da IP - Comissão de Trabalhadores das Infraestruturas de Portugal 

• FECTRANS/SNTSF - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações/ Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário 

• SFRCI - Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante 

• SINFA - Sindicato Independente dos Trabalhadores Ferroviários, das Infraestruturas e Afins 

• SINFB - Sindicato Independente Nacional dos Ferroviários 

• SIOFA - Sindicato Independente dos Operacionais Ferroviários e Afins

 
Aceder aqui: https://employeedecisionmaking.com/pesquisa-pt.

O principal objetivo do projeto é aumentar o envolvimento e participação dos trabalhadores do setor de serviços nos países da UE nos processos de gestão de mudanças nos seus locais de trabalho, especialmente aquelas relacionadas com a adaptação das atividades das empresas às exigências de funcionamento durante e após a pandemia covid-19, fornecendo-lhes conhecimentos e ferramentas para facilitar a participação consciente nos processos de gestão da mudança.

Para ser Associado, basta preencher a folha de Excel e depois de imprimir o boletim de inscrição, assinar e enviar para assifecogeral@gmail.com. 

Para qualquer esclarecimento contactar o nº 926 127 151 ( Jorge Oliveira)

ASSIFECO POR TI, POR TODOS!

Negociação Regulamento de Carreiras

Decorreu hoje mais uma reunião relativa ao Regulamento de Carreiras.

A empresa continua a manter a sua ideia de ter os OVC e ORV na mesma categoria "operador comercial" ,de onde derivam duas especializações, "de venda e controlo" e "de revisão e venda".

Tratando-se de duas categorias distintas a ASSIFECO não pode concordar que estas sejam unidas na mesma categoria nos moldes e funções propostos.

Um dos problemas com que nós temos debatido desde o início das negociações é a promoção dos Assistentes Comerciais, que vem sendo arrastada e atrasada pela empresa.

Hoje a empresa anunciou iria proceder a um inquérito juntos dos Assistentes Comerciais, com o intuito de saber se pretendiam a mudança para Operadores de Venda e Controlo.

A ASSIFECO contestou que a passagem dos Assistentes esteja dependente de concurso e de vagas para OVC.

Ficando a empresa de analisar as nossas pretensões e enviar uma proposta formal.

A ASSIFECO relembrou uma vez mais, a mesa negocial, que foi acordado quando a assinatura do AE, a valorização da tabela salarial sem a qual não poderá existir novas funções para os Trabalhadores.